segunda-feira, 4 de maio de 2009

Minha última viagem a São Paulo

Véspera de feriado.
Rodoviária cheia de gente.
Estava a caminho de São Paulo.
Antes de partir, a simpática apresentação do motorista: "OLÁ PESSOAL!! MEU NOME É ADRIANO, BLÁ, BLÁ, BLÁ..." (assim mesmo, gritando).
Por motivos óbvios, não esqueci seu nome.
Estava frio dentro do ônibus. Porém, suportável.
Como resolvi economizar R$ 20,00 na passagem, não havia cobertor, rs.
Quase chegando lá, o de sempre. "Estação Pinheiros; Posto 2000..." O povo vai descendo no meio do caminho e aí é complicado dormir direito.
Aí o agradável cheirinho característico do rio mais famoso da cidade começa a surgir.
Assim que avistamos o Terminal Rodoviário Tietê, pensamos: "que bom, já chegamos". Mas até chegar à plataforma de desembarque vão mais ou menos 5 minutos.
Ainda bem (ou não) que já conheço a rodoviária. Na primeira vez que a gente desembarca lá nessas épocas de feriado, é assustador!
Gente para todo lado. O povo meio pendurado nas grades aguardando seus parentes, amigos, etc. lembra muito uma prisão.
Malas para todo lado. Taxistas oferecendo seus serviços. E assim sucessivamente.
Dirigi-me então à fila do metrô, pois avisei que não havia necessidade de me buscarem.
Avistei uma fila gigantesca e, como já havia passado por essa situação, um pensamento me veio à mente: "sim, infelizmente é esta mesmo".
Encorajei-me e esperei.
Esperei, esperei e esperei.
Vi um senhor de bengala, que parecia nem enxergar muito bem, segurando uma plaquinha com o nome da pessoa que estava esperando.
Passados 25 minutos, chegou a minha vez! Em menos de um minuto estava com meu bilhete na mão!
Lá na frente vi que o senhor da bengala encontrou a pessoa que estava procurando. Que bom :-)
Viagem de metrô tranquila.
Não sou muito fã do cara que "dirige" o trem. Ele mesmo fala o nome da próxima estação. Mas nem sempre dá para entender o que diz.
Me deu uma saudade da voz da tiazinha do biarticulado..."Próxima parada: Estação....".
Andando pelas ruas da capital paulista, mais saudade de Curitiba. Muito lixo espalhado pelo caminho.
Cheguei ao meu destino e olha que beleza: descobri que haviam pedido para alguém me buscar na rodoviária...hehehehe.

Nenhum comentário: