quarta-feira, 8 de abril de 2009

O cofrinho

Certa vez, estávamos um colega e eu no ônibus Maracanã-Capão da Imbuia.
Sentamo-nos naquele banco que fica próximo à catraca.
Eis que de repente, não mais que de repente, o cobrador (que como todos sabem, senta-se de costas para a janela) virou para a frente.
Ou seja, ficou de costas para nós.
Até aí tudo bem.
Observando melhor, percebemos que o "cofrinho" dele estava aparecendo.
Um olhou pro outro e o outro olhou pro "um". Não aguentamos. Caímos na risada.
E o "tiozinho" nada...estava todo faceiro...
Aí, ele se levantava para conversar com o motorista e quando se sentava novamente, a calça abaixava mais.
E ele continuou todo feliz.
Pensávamos: "será que ele não sente um friozinho?"
Ou então: "será que se a gente espirrar, ele vai sentir?"
Pensamos até em colocar uma moedinha...rsrsrs
Que situação!
O que você faria?

Nenhum comentário: