quinta-feira, 25 de setembro de 2008

No ônibus, um dia desses


Pela manhã tenho sono; às vezes, muito sono! Geralmente não acordo tão rápido...apenas me levanto e vou acordar só no trabalho.
Se houver um banco disponível no ônibus, melhor ainda, pois posso dormir um pouquinho mais.
Um dia desses, indo para o trabalho, meus olhos não conseguiam permanecer abertos por muito tempo.
Estava próxima do cobrador, e, passado algum tempo, ele olhou para mim e me disse algo. Nem me lembro muito bem, pois meu cérebro não estava funcionando direito, rs. Mas era algo relacionado ao meu sono.
Depois perguntou se eu trabalhava à noite. (Pensei: minha cara deve estar muito amassada para ele me perguntar isso...)
Disse que não, fiz um comentário sobre meu pequeno problema matinal...
Então ele fez uma cara de "ah, eu entendo" e perguntou onde eu ia descer.
Disse qual era o ponto e ele então falou: "Viu, pode dormir mais um pouquinho que eu te acordo quando chegar."
Fiquei com tanta vergonha, que acabei acordando de vez...
Já vi outras pessoas em situação difícil, durante esse momento importante, que é o soninho dentro do busão.
Vi pessoas que batiam a cabeça na janela no ônibus por repetidas vezes - que desespero! Outros que quase caíram do banco;
Ou que acordaram repentinamente e mais do que depressa se dirigiram à porta, por terem perdido o ponto...são tantas as emoções!
Tem alguém aí que nunca passou por isso? Quem não anda de ônibus não vale! :-)

Nenhum comentário: